Antes da Seleção, protesto é realizado em frente à Granja Comary

Do Lancenet

Duas horas antes do horário previsto para a chegada dos jogadores da Seleção Brasileira na Granja Comary, em Teresópolis, foram registrados os primeiros sinais de protestos contra a realização Copa do Mundo no Brasil. Em frente à entrada da sede da CBF, militantes e ativistas expõem faixa e distribuem panfletos com “Carta aberta à população de Teresópolis”, lembrando principalmente a tragédia de 2011, quando mais de 200 pessoas morreram e milhares ficaram desabrigadas só na cidade, vítimas dos estragos provocados pelas chuvas. Na região serrana, incluindo Nova Friburgo, Petrópolis e Sumidouro, entre outras.

“Em Teresópolis, que será a ‘casa da seleção brasileira’ durante a Copa, até hoje, nenhuma casa foi entregue aos desabrigados de 2011 (…). A própria Granja Comary, com todo seu luxo, contrasta com bairros próximos extremamente pobres, a exemplo: Rosário, Granja Guarani, Beira Linha ou Santa Cecília.”, diz trecho do panfleto, com logo do PSTU, um dos partidos de oposição ao governo.

– Dias depois da tragédia, o governador Sergio Cabral e a presidente Dilma (Roussef) vieram na região e prometeram três mil casas para os desabrigados. Até hoje, nenhuma casa foi entregue. E dizem que vão sortear 250 casas em breve. Mas como assim “sortear”? – questiona Rosângela Alves de Castro, professora da rede municipal.

Também professor, Alfredo Bittencourt, da rede municipal e estadual, lembra que o Sindicato dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro, ao qual é filiado, decretou greve por aumento salarial, em protesto ao piso de R$ 1.080 dos professores.

– Foram gastos R$ 15 milhões na reforma da Granja Comary e todo o entorno foi maquiado. Crianças da rede municipal, no entanto, não têm um ginásio decente para fazer educação física – afirma.

O slogan de “A casa da Seleção” não é só motivo de protestos. Há quem se orgulhe da imagem que Teresópolis passa para o mundo.

– Dá mais turismo na cidade, ativa a economia, dá orgulho aos moradores saber que Teresópolis é a casa da Seleção na Copa. Estamos de braços abertos para receber os turistas nesse período – diz o vendedor Lucas Machado.

LANCE!Net entrou em contato com a prefeitura de Teresópolis, mas foi informada de que o prefeito Arlei de Oliveira Rosa estava “envolvido com a recepção da Seleção na Granja Comary”. A reportagem aguarda resposta.

Rosa assumiu o cargo no fim de 2011, depois que o então prefeito Jorge Mário Cedlaceck (sem partdo) teve o mandato cassado pela Câmara Municipal, em novembro daquele ano, acusado de desviar verba pública para reconstrução de bairros e casas atingidos pelas chuvas.

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s